Estudo – Incidência e história natural

prevalência de plagiocefalia e braquicefalia

(plagiocefalia e outras deformações cranianas) Segundo G. Watson, 14% da população adulta do seu país (EUA) sofria de algum tipo de deformidade craniana (1971). Estes números, por si só, refutam a convicção de que a plagiocefalia posicional antes de 1992 não existia, que se resolveu espontaneamente e que, portanto, não há necessidade de se preocupar. […]